sábado, setembro 30, 2023
Com Beto Carmona
InícioNotíciasAngra dos ReisAinda sem direito a recesso, profissionais auxiliares da educação cobram descanso

Ainda sem direito a recesso, profissionais auxiliares da educação cobram descanso

Profissionais de educação considerados de ‘apoio’, como berçaristas, monitores de educação especial, inspetores de alunos, auxiliares de berçário e de recreação e auxiliares de biblioteca continuam reivindicando junto à prefeitura angrense o direito a um período de recesso sem trabalho durante as férias escolares de meio do ano. Amparada numa lei municipal de 1991, porém, a prefeitura afirma que estes trabalhadores não fazem jus ao mesmo direito dos regentes de salas de aula e portanto, têm que comparecer aos locais de trabalho.

O impasse persiste há duas semanas desde que estes servidores da equipe de apoio das escolas da rede municipal de Angra foram avisados de que não teriam direito à folga remunerada.

Na última sexta-feira, 14, o diálogo entre os sindicatos dos trabalhadores (Sepe e Sinspmar), vereadores e o governo municipal tentou construir um acordo. Os profissionais, no entanto, continuam indo aos locais de trabalho.

O diretor do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), Alex de Almeida, que é inspetor de alunos, compareceu hoje, 18, ao Talk Show para detalhar o estado da ‘luta’ dos servidores pelo descanso. Segundo ele, apesar da sinalização de acordo oferecida pela prefeitura, não houve ainda a liberação dos profissionais.

Vereadores teriam se comprometido ainda a apresentar um projeto de lei municipal alterando a legislação de 1991 para ser cumprida no futuro, se sancionada. Acompanhe a íntegra desta entrevista no link abaixo:

ACOMPANHE AS ENTREVISTAS E SIGA NOSSO CANAL NO YOUTUBE
Acesse nosso canal no Youtube, siga e ative as notificações para ser avisado toda vez que estivermos ao vivo.
RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X