sexta-feira, fevereiro 23, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaquesAna Hickmann celebra notícia positiva: 'A vida continua'

Ana Hickmann celebra notícia positiva: ‘A vida continua’

Iniciando a quinta-feira (30) com otimismo, Ana Hickmann demonstrou resiliência diante das adversidades recentes, incluindo a agressão sofrida por parte de seu esposo, Alexandre Correa. Embora seu pedido de divórcio sob a Lei Maria da Penha tenha sido rejeitado, a apresentadora compartilhou ter recebido uma “notícia alentadora”.

Ela expressou: “Olha a cara da pessoa que já acordou hoje melhor, de bem com a vida, porque a vida continua. Principalmente, quando a gente tem uma notícia alentadora, o negativo é deixado para trás, fica no passado. Novo início, novo ciclo, e é isso que eu desejo”, mantendo em sigilo a natureza da notícia positiva.

A decisão judicial determinou que os trâmites de divórcio e as questões relacionadas à agressão sejam tratados separadamente, considerando a complexidade das finanças do casal e a custódia de seu filho, Alexandre.

Nas mídias sociais, Ana Hickmann voltou a compartilhar momentos com seus cães, referindo-se a eles como “super-heróis”, e realizou uma parceria com um hospital veterinário para discutir sobre a saúde animal.

A situação judicial de Ana Hickmann sofreu uma reviravolta na terça-feira, 28 de novembro, em sua disputa contra Alexandre Correa. Acusando-o de violência física e má administração financeira, a apresentadora teve seu pedido de processar o divórcio sob a Lei Maria da Penha negado pela 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Itu.

Consequentemente, o caso foi transferido para a Vara da Família e Sucessões de Itu, excluindo-se a agilidade processual prevista pela Lei Maria da Penha. O juiz justificou sua decisão apontando a complexidade das finanças envolvidas na separação.

O juiz observou que “as supostas agressões são somente um aspecto de um quadro mais amplo de deterioração, atrelado à desconfiança na gestão conjunta dos negócios e propriedades”. O parecer também enfatizou “a competência específica da Vara de Família e Sucessões para questões de alta complexidade e especialização, especialmente no que diz respeito à custódia e visitação do filho menor do casal”.

Foto:  Reprodução/Instagram

Fonte: ofuxico.com.br

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X