sexta-feira, maio 17, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaquesCampanha do Julho Amarelo alerta para perigo das hepatites virais

Campanha do Julho Amarelo alerta para perigo das hepatites virais

Em julho, prédios públicos em todo o país serão iluminados com luzes de cor amarela, além de palestras, atividades educativas, eventos e campanhas serão dedicadas à conscientização e prevenção das hepatites virais. A lei que estabelece o calendário de atividades do Julho Amarelo foi sancionada pelo presidente Lula nesta terça-feira, dia 4.

Por serem doenças silenciosas, que atingem o fígado em um processo infeccioso, as hepatites virais muitas vezes evoluem para doenças mais graves, como câncer hepático ou cirrose, sem que o paciente tenha um diagnóstico. No Brasil, as hepatites mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem ainda os vírus D e E, menos frequentes.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas Américas cerca de 5,4 milhões de pessoas vivem com infecções por hepatite B, enquanto 4,8 milhões estão infectadas com hepatite C. Apenas 18% dos que vivem com hepatite B sabem que estão infectados e apenas 3% recebem tratamento.

O objetivo da nova lei é envolver a administração pública, instituições da sociedade civil e organismos internacionais, presentes no Brasil, em atividades que tenham foco na conscientização, prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos. A lei determina ainda que essas atividades devem ser desenvolvidas de acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS).

A data de 28 de julho é o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais e lembra que a meta da OMS é a eliminação das infecções virais por hepatite B e C, até 2030.

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X