quarta-feira, maio 22, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaques"Fada" é preso em blitz da Lei Seca, no Rio

“Fada” é preso em blitz da Lei Seca, no Rio

A Lei Seca, no Rio de Janeiro, flagrou com o uso de drone, motoristas que cobram para facilitar a vida de quem é parado em blitz e tenha consumido álcool ou esteja com a documentação irregular. Os fadas, como foram apelidados, retiram o veículo do ponto da fiscalização e, alguns metros mais a frente, o carro é devolvido ao motorista.

O motorista parado em 14 de abril, na Barra da Tijuca, não tinha carteira de habilitação. E os agentes informam que para ele sair do local com o veículo, apenas com uma pessoa habilitada dirigindo. Nessa hora, um homem aparece, se identifica, e dirige o carro. Ele cobra R$300 pelo serviço que dura 30 segundos. 500 metros a frente, devolve o carro ao proprietário que mesmo sem carteira, assume a direção. Adiante, ele é parado novamente por agentes da Lei Seca, que monitoravam o esquema por drone. Os dois foram levados para uma delegacia.

O proprietário do carro, que é jogador de futebol, foi multado duas vezes na mesma noite por dirigir sem habilitação. E Thiago Almeida Bianchi de Mattos, o fada, foi preso em flagrante. A Polícia Civil informou que Thiago cometeu um crime quando entregou a direção do carro a uma pessoa não habilitada. A pena prevista é de seis meses a um ano de detenção. Após pagar uma multa e perder sete pontos na carteira, vai responder em liberdade.

Segundo levantamento da Lei Seca, desde 2021, Thiago já dirigiu para 815 motoristas multados. “A Lei Seca também esclarece que dos motoristas pegos no bafômetro, e que sejam surpreendidos dirigindo logo em seguida, serão autuados novamente. No caso dos recondutores serem flagrados passando o veículo a um motorista inflacionado por dirigir sob o efeito do álcool, ele também é multado e autuado”, informou em nota, a fiscalização da Lei Seca.

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X