sexta-feira, fevereiro 23, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaquesFama, desgaste emocional, haters e mais: Confira detalhes sobre o novo documentário...

Fama, desgaste emocional, haters e mais: Confira detalhes sobre o novo documentário de Luísa Sonza!

Estreou nesta quarta-feira (13/12), na plataforma de streaming Netflix, o novo documentário de Luísa Sonza. Intitulado “Se eu Fosse Luísa Sonza” e dividido em 3 partes, a série documental aborda assuntos delicados sobre a trajetória da cantora, desde o início da carreira, até questões como desgastes emocionais e físicos, relacionamentos e racismo.

O documentário se inicia ainda na infância de Luísa, quando ela começou a sua trajetória no mundo da música cantando em festivais. Algumas imagens da artista ainda criança são apresentadas ao público, mostrando que desde muito nova, ela já demonstrava muito talento e dedicação nos palcos.

Já em 2014, aos 16 anos, Luísa começa sua jornada nas mídias sociais com a criação de um canal no YouTube, onde gravava vídeos cantando músicas covers de artistas famosos. Foi, inclusive, através desses vídeos, que o humorista Whindersson Nunes a viu pela primeira vez e, em 2016 engataram em um relacionamento. O documentário então mostra detalhes sobre o namoro, noivado, casamento e término do casal, que foi marcado por polêmicas envolvendo o nome da cantora que foi taxada de estar usando seu parceiro para aparecer na mídia e, anos depois, acusada de infidelidade.

Além de sua história com Whindersson, que também participa do documentário e surpreendeu ao revelar que partiu dele a decisão do divórcio, a série aborda os desgastes físicos e emocionais enfrentados pela cantora durante anos. Sendo muitas vezes alvo da mídia, Luísa recebeu diversos ataques de ódio por parte do público, tanto pelas suas performances musicais quanto pela sua vida amorosa, e isso trouxe muitas consequências psicológicas para a artista.

Nas imagens, vemos uma jovem esgotada emocionalmente, porém, com muita determinação e garra para atingir os seus objetivos profissionais.

Luísa também comentou sobre o processo judicial que enfrentou em 2018, quando protagonizou um episódio de racismo, e explicou como usou a situação para evoluir como ser humano.

Ao mostrar sua jornada, desde a infância até os dias atuais, é possível ter uma certa noção dos acontecimentos vividos pela cantora em sua carreira, principalmente durante as produções dos seus álbuns “Doce 22”, lançado em 2021, e “Escândalo Íntimo”, lançado neste ano, que contém a icônica canção “Chico”. Inclusive, é possível ver imagens do relacionamento do ex-casal e uma menção ao polêmico término dos dois.

Para quem ficou curioso e quer conferir mais detalhes, a série documental ‘Se Eu Fosse Luísa Sonza’ já está disponível na Netflix.

Foto: Divulgação Netflix

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X