terça-feira, setembro 27, 2022
Anuncie na Rádio Costa Azul
InícioNotíciasAngra dos ReisMP Eleitoral defende cassação do prefeito de Mangaratiba por abuso de poder...

MP Eleitoral defende cassação do prefeito de Mangaratiba por abuso de poder político e econômico nas eleições 

O Ministério Público Eleitoral do Rio emitiu parecer, nesta sexta-feira, favorável à inelegibilidade seguida de cassação do mandato do prefeito de Mangaratiba, Alan Bombeiro (PP), e de seu vice, Chicão da Ilha, por abuso de poder político e econômico, além do uso irregular da máquina pública nas eleições de 2020.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi proposta por Thiago dos Santos e Rodrigo Ferraz, que concorreram ao cargo de prefeito e vice pelo Podemos. Os autores alegam que houve a contratação de cargos comissionados e temporários durante o ano eleitoral de 2020, que, além de gerarem excesso de gastos com pessoal, tiveram como único e exclusivo objetivo a captação de votos para a reeleição, segundo os políticos.

Documentos obtidos pelo MP apontam a contratação de pessoal para 1.077 cargos comissionados, além de 745 servidores temporários de forma irregular e sem comprovação de necessidade.

“Certo é que não se pode admitir o uso sub-reptício da máquina pública por aqueles que são os representantes da população e possuem livre acesso a verbas públicas, e que acabam por suprir, mediante o uso destas, interesses pessoais e escusos, obtendo resultado favorável no pleito através de irregularidades”, defende o MP.

“Vale lembrar que a cidade de Mangaratiba já ficou sem o último prefeito, Arãao Brito,que foi cassado por abuso de poder, compra de votos e uso indevido dos meios de comunicação.

*Matéria retirada do Extra

RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Palylist Sertaneja
Palylist Sertaneja
X