sexta-feira, julho 19, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaquesRio de Janeiro mantém segundo lugar no ranking de geração de empregos

Rio de Janeiro mantém segundo lugar no ranking de geração de empregos

O Estado do Rio manteve a segunda posição no ranking nacional de geração de empregos com carteira assinada, com 23.514 novos postos de trabalho criados somente em novembro, número 22,4% maior que no mês anterior. Os números indicam uma tendência positiva dos últimos seis meses do ano, quando o Rio de Janeiro se manteve entre os três primeiros lugares entre os estados que mais geraram empregos formais do Brasil. No acumulado de janeiro a novembro, já são 165.701 empregos formais gerados em solo fluminense. Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

A análise do Novo Caged, realizada pelo Observatório do Trabalho da secretaria de Estado de Trabalho, apontou que das oito regiões do Estado do Rio de Janeiro, sete apresentaram saldos positivos no mês de novembro, com destaque para a Metropolitana e o Médio Paraíba. Os municípios que mais se destacaram na criação de vagas de trabalho em novembro foram o Rio de Janeiro (14.040), Niterói (1.199), Volta Redonda (1.168), São Gonçalo (758) e Nova Iguaçu, que registrou 635 novos empregos.

Já nos 11 primeiros meses do ano, a capital fluminense também teve o melhor saldo, com 73.817 novos postos de trabalho, seguida por Magé (9.178), Macaé (9.140), Duque de Caxias (4.838) e Niterói, que gerou 4.698 oportunidades.

Ainda de acordo com o Observatório do Trabalho, dos cinco setores de atividade econômica, quatro apresentaram saldo positivo de vagas em novembro: Comércio (10.522), Serviços (10.338), Indústria (2.641) e Construção (359). No indicador por faixa etária e escolaridade, os jovens de 18 a 24 anos e aqueles com Ensino Médio completo são os preferidos para a contratação fluminense, com saldos de 12.749 e 19.952, respectivamente. Quando o saldo é analisado por sexo, houve um equilíbrio, com os homens com 51% e as mulheres com 49%.

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X