sexta-feira, abril 12, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaquesMauro Cid volta para a prisão

Mauro Cid volta para a prisão

O ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro, Mauro Cid, voltou a ser preso na tarde desta sexta-feira (22), após prestar depoimento no Supremo Tribunal Federal (STF). A revista Veja publicou áudios em que Cid critica o ministro da Corte Alexandre de Moraes e a Polícia Federal (PF).

Os áudios indicam que Mauro Cid teria afirmado a um amigo que, durante os interrogatórios na Polícia Federal, ele era pressionado a falar coisas que não aconteceram. A troca de mensagens teria ocorrido após o último depoimento de Cid à PF, em 11 de março.

Diante dos fatos, o ministro Alexandre de Moraes expediu novo mandado de prisão preventiva contra Cid, por entender que ele teria descumprimento as medidas cautelares e obstruído a Justiça. Assim que terminou a audiência de confirmação dos termos da colaboração premida, Cid foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) pela PF e preso.

Cid é considerado uma das principais peças da apuração sobre a possível tentativa de golpe encabeçada por Bolsonaro, integrantes de seu governo e aliados. O STF homologou o acordo de delação do ex-ajudante de ordens em 9 de setembro de 2023. Como a delação está em andamento, o STF mantém sob sigilo o acordo.

Cid já prestou sete depoimentos à PF. O último durou aproximadamente oito horas.

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X