terça-feira, abril 16, 2024
Com Beto Carmona
InícioDestaquesPartos normais superam cesarianas na rede pública estadual

Partos normais superam cesarianas na rede pública estadual

Em 2022, mais que o dobro dos nascimentos no Hospital Estadual da Mãe, em Mesquita, na Baixada Fluminense, foram pelo método normal. Foram 4.242 e outros 2.001 por meio de cesáreas. A unidade conta com uma equipe multidisciplinar composta por enfermeiras obstétricas, pediatras, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas, dentistas, entre outros profissionais, que acompanham a paciente durante o pré-natal, parto e pós-parto.

— Temos nossos grupos educativos, que orientam sobre amamentação e apresentam o plano de parto, onde elas escolhem como será feito. Além de proporcionarmos uma visita guiada ao hospital que ela vai receber o bebezinho — disse Michele Castro, responsável técnica da obstetrícia do Hospital da Mãe.

Em 2022, mais de 14 mil bebês nasceram em hospitais e maternidades da secretaria de Estado de Saúde do Rio). Do total de partos, 7.587 foram normais (53,20%). Já em 2021, dos 15.136 recém-nascidos que vieram ao mundo nos hospitais da SES-RJ, 60,33% foram por via normal – número superou a média nacional para o ano, que foi de 42,99%.

O parto humanizado é uma determinação da Organização Mundial de Saúde que visa a melhorar a assistência no trabalho de parto, respeitando o tempo materno e do feto para o nascimento. Quando a gestante não apresenta complicações, o parto natural é um processo fisiológico e seguro.

— No atendimento humanizado, temos nossos grupos educativos, que orientam sobre amamentação e apresentam o plano de parto, onde elas escolhem como será feito. Além de proporcionarmos uma visita guiada ao hospital que ela vai receber o bebezinho — explicou a técnica da unidade.

Em todo o Estado do Rio – incluindo partos realizados nas redes pública e privada, segundo o Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC), em 2021, 41.76% dos partos realizados foram normais, em 2022, 40,55%. Já no Brasil, nos hospitais da rede privada, apenas 18,24% dos partos realizados em 2021 foram vaginais, segundo o painel Indicadores da Atenção à Saúde Materna e Neonatal, da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X