sábado, março 2, 2024
Com Beto Carmona
InícioNotíciasAngra dos ReisPrefeitura de Angra volta a cobrar contrapartidas da Eletronuclear

Prefeitura de Angra volta a cobrar contrapartidas da Eletronuclear

O prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão (PL), voltou a cobrar publicamente da Eletronuclear, o pagamento de contrapartidas pela construção da usina Angra 3. Desta vez foi durante audiência pública na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, em Brasília. O município afirma que a empresa gestora das usinas nucleares de Angra deve R$ 264 milhões à cidade a título de compensações ambientais pela construção da usina nuclear Angra 3.

— Não querem pagar. Tem que trabalhar para arranjar dinheiro. Se tem dinheiro para obra, por que não tem dinheiro para o município? — questionou o prefeito angrense ao diretor-presidente da Eletronuclear, Eduardo Grivot, também presente à reunião.

Durante a audiência, Fernando Jordão também negou que a prefeitura não tenha projetos para o uso dos recursos, rebatendo afirmação da Eletronuclear de que o município não apresenta iniciativas para destinar os recursos.

— Não adianta vir [dizer] que não tem projeto porque é mentira. Vocês estão contingenciando [o pagamento da dívida por] falta de dinheiro. Vocês precisam ter uma equação financeira para priorizar as cidades de Angra, Paraty e Rio Claro. Não os prefeitos, mas a nossa população — cobrou Fernando.

O presidente da Eletronuclear admitiu que a empresa não tem recursos em caixa para pagar todas as contrapartidas de imediato. Além do prefeito angrense, o prefeito de Paraty, Luciano Vidal (MDB) e sete dos 14 vereadores de Angra participaram da reunião.

RELACIONADAS

MAIS LIDAS

SIGA-NOS

26,000FãsCurtir
13,300SeguidoresSeguir
1,420InscritosInscrever
Sorteio de Bonés no APP
X